Espaguete No Tubo - Parte 1


E lá vou eu mais uma vez...
Em plena segunda-feira. Essa gente não tem a mínima consideração... Fazer isso em PLENA SEGUNDA!

Geralmente, quando é em uma quarta a tarde, eu já estou mais preparado. A gente fica preparado pra tudo em uma quarta a tarde, inclusive isso!
Não seria um graaande problema... principalmente depois de conversar com o IVEP-014, meu psicanalista da empresa...

Agora, imagine você receber uma chamada as quatro da manhã em uma segunda, com um código 007 na mão pra resolver? Não é pra qualquer um...

Minha mulher diz pra eu pensar sempre no lado positivo... que podia ser pior, que eu poderia estar desempregado ou até mesmo trabalhando no Mac-di. Uhrg, não quero nem pensar...

Eu tinha um amigo que trabalhou lá por dois anos, e quando contei sobre as ocorrências frequentes de C007, (ou “espaguete no tubo” como eu e meus colegas apelidamos), ele disse que preferia uma vida de C007 do que um dia do C001 deles, (ou como eles apelidaram “Hemorroida gourmet”). Depois que ele me contou como funciona eu nunca mais comi lá (ou apertei sua mão), mas continuamos grandes amigos até ele morrer com infecção generalizada.

Isso me lembra o único ponto realmente negativo de um C007, é que não consigo mais comer espaguete, sempre que tento meu estomago embrulha, minha garganta fecha e vem na minha mente um “espaguete no tubo” fresquinho, não é uma visão nada bonita...
Porém, é como minha mulher diz, podia ser pior...
O psicanalista da empresa é muito bom, eu me divirto horas com ele, sempre às terças e sextas, amanhã mesmo... vamos ter muito papo para colocar em dia, com certeza ele vai me ajudar a superar este C007 de hoje, e depois, quem sabe, ele me injete um dose bem forte de Soma-12D? Seria um sonho... ou vários... Não me decepcione em, IVEPezinho!

Disse que não comer espaguete era o único ponto negativo? Bom, digo isso porque este eu ainda não consegui superar. IVEP e Soma, ajudaram com as fobias mais complicadas: o medo de lugares apertado, o cheiro de carne queimada, a esquizofrenia aguda, a mudança de personalidade, meus ataques de fúria e até fui inocentado de um assassinato que eu não lembro, IVEP diz para eu não tentar lembrar disso e eu sempre sigo suas recomendações médicas.

Chegando na empresa é sempre a mesma coisa, metade dos técnicos estão no psicanalista, (um dos quinhentos-e-poucos IVEPs instalados em salas que simulam consultórios do saudoso século XXI que emulavam consultórios do século XIX), a outra metade está fazendo atendimentos em conjuntos-residencia e cidades-empresa, ou nas ruas fingindo que estão trabalhando, como todo bom funcionário terceirizado.
A empresa é especializada na manutenção da malha física das redes de transporte á vácuo, ou como todo mundo conhece “Tele-transporte”.
Ai você vai me perguntar “Mas Zéfiro, como assim malha física? O Tele-transporte é pura mágica Maia resgatada de escritos milenares! Para que uma malha física?”
Não vou perder meu tempo explicando, ninguém quer saber com são feitas as salsichas-galáticas e o churrasquinho-carmagiano, podem viver sem essa também.

Está bem... Só pra entenderem: Para manipular o transporte a vácuo foi necessário desenvolver um sistema que suspende as realidades de tempo e espaço (que tem composições, em suma, “mágicas”) e nela foi criada uma estrutura de tuneis e conexões com portais chaves. Deste jeito é possível o deslocamento de matéria em nossos queridos tubos. São neles que eu trabalho a maior parte do tempo, apertando parafusos, conexões, instalando novos cabos, ampliando a malha, essas coisas chatas, nenhum problema.

Já equipei o cinto anti-gravidade e o macacão-de-realidade-fixa, estou a caminho do meu C007.
A galera no vestiário disse que alguma coisa muito estranha aconteceu, não sou só eu que veio atrás de um “espaguete”.

Atenção! técnicas e técnicos, informamos que não podemos interromper o serviço de Tele-transporte, pedimos para que trabalhem rápido e com cuidado para que possamos reativar os túneis interditados. Não se esqueçam de deixar a frequência do macacão de vocês no nível 2” Finalizou a voz pela rede de sonorizadores.

E tem isso ainda… eles nunca desligam o sistema, seria bem mais fácil trabalhar com ele desligado, além de evitar que novos C007 acontecessem no mesmo caminho… mas eles não dão a minima.
Por isso usamos os macacões-de-realidade-fixa, ele impede que nosso corpo colida com os usuários do tele-transporte nos túneis. Também usamos o levitador-de-matéria para isolar e mover objetos que não deveriam estar lá. O levitador também isola a realidade da matéria que transporta evitando novos acidentes.
Por ultimo usamos também um cinto anti-gravidade e botas com propulsão para nos locomovermos na malha.
Mas sempre tem um novato que esquece de mudar a frequência do macacão. É o “espaguete com almondegas”. é o preferido do Zavinsky, o pessoal até dá preferência pra ele. Eu não me importo, “vai lá Zav, cuida desse pra a gente!”

Ai você vai me perguntar “Mas Zéfiro, porque eles não desligam?”
A popularização do deslocamento de matéria foi um sucesso só comparável, com o da Internet, você sabe. Levou um tempo até que todos pudessem ter seus aparelhos, mas hoje qualquer um consegue comprar o seu em qualquer Casas-Baiana.
Eles devem ganhar muito dinheiro, com certeza você nunca ouviu falar de um “espaguete no tubo”, existe um esquema completo para impedir que qualquer coisa vaze.
Parar o sistema traria muitos questionamentos, deixariam as pessoas desesperadas, traria um grande prejuízo para cidades-empresas, talvez um colapso total.

Já estou sentindo o cheiro, deve estar na próxima curva, eles podiam arrumar isso! Por que sempre nessas curvinhas?
Gemidos… merda, será que ta vivo?
Central, aqui é o Zéfiro-13, temos um espaguete cru aqui, preparem as panelas por ai.”
Caralho, é bom o IVEP-014 me dar bastante Soma-12D amanhã…

Uma voz feminina respondeu no nano-comunicador.
Entendido Zéfiro-13, estamos lhe enviando um drone de transporte, ele vai estacionar na saída B237, fica a doze metros da sua ocorrência.”

Era a voz da Zafira, achei que ela ainda estava afastada depois que o seu marido morreu em um C042, o coordenador dos IVEPs a premiou com umas férias-regenerativa. Estou precisando de uma dessas também. 

Leia a parte dois aqui.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espaguete No Tubo - Parte 2

Busca literária

O Visitante